Os maiores Virais de 2011


O Chato fez uma busca exaustiva, para coletar alguns dos maiores virais da internet em 2011. O resultado são boas risadas, além de algumas explicações sobre a origem de algumas expressões da rede.

Tudo começou com o sonho de uma menina que queria gravar um videoclipe musical. A mãe bancou, o vídeo foi feito e, repentinamente, tornou-se um dos maiores sucessos da internet. A garota é a americana Rebecca Black e a música do clipe é a pegajosa “Friday”. Apesar de alguns considerarem a “pior música de todos os tempos”, a canção da jovem cantora americana é inofensiva: fala que depois de terça vem quarta, depois quinta e, finalmente, sexta-feira 😛

A imagem da Situation Room, sala de conferência da Casa Branca (sede do Governo dos Estados Unidos), é séria. Ela mostra o alto escalão do Governo americano acompanhando a operação que levou à morte de Bin Laden. Porém, algumas horas após a postagem da foto no canal do Flickr na Casa Branca, internautas fizeram versões alternativas da imagem. As alterações variam de fotos em que todos os rostos das pessoas da sala do Obama a outras em que os computadores da mesa estão passando filmes. Há também monstagens com o presidente segurando um controle de PlayStation.

Todos os olhos estavam voltados para o Príncipe William e Kate Middleton, sua esposa, durante o casamento real no Reino Unido. Até que Grace Van Cutsem (foto), a dama de honra do casamento que tinha apenas três anos, demonstrou da forma mais natural possível a sua (falta de) animação justamente durante o primeiro beijo dos recém-casados. Conclusão: ela saiu em imagens do mundo todo e, em poucas horas, virou personagem de várias montagens. Veja uma aqui.

Em 2011, além dos virais “água com açúcar”, que não oferecem muito perigo aos envolvidos, houve pelo menos duas brincadeiras que, em alguns casos, colocavam a vida dos praticantes em risco: o planking (esq.) e owling (dir.). O primeiro consiste em postar na web uma foto na qual parece que a pessoa está deitado em um lugar como uma prancha. Já o segundo diz respeito a postar fotos na web em lugares inusitados imitando a posição de uma coruja. No caso do planking, por exemplo, houve até casos fatais. Um australiano tentou fazer a brincadeira no parapeito de seu apartamento e morreu.

A polêmica em torno da construção de uma estação de metrô na região de Higienópolis, em São Paulo, gerou uma das maiores repercussões de um evento organizado pela web no Brasill: O churrascão de gente diferenciada. Tudo começou com a desistência do governo da construção de uma estação na região em função da reclamação de alguns moradores do bairro. O argumento contra o projeto era que a estação de transporte público aumentaria “o número de ocorrências indesejáveis” e traria uma “gente diferenciada” ao local. Em protesto, foi criado um evento no Facebook organizando uma churrascada: apesar de milhares de pessoas terem confirmado presença, cerca de 300 compareceram ao evento.

Tudo começou com um Tumblr, blog minimalista com características de rede social, de mesmo nome (ficavaiterbolo.tumblr.com) atualizada pelos perfis do Twitter @NairBello e @hebecamargo. A página, que remete ao maior argumento usado para impedir que os convidados deixem uma festa, começou a receber várias postagens com imagens cuja legenda mais usada é: “Fica, vai ter bolo“!

A atriz Christiane Torloni estava dando uma entrevista ao canal Multishow (clique aqui para ver o vídeo) durante o festival de música Rock in Rio. “Christiane, você estava dançando ali com a Katy Perry?”, perguntou a repórter à atriz, que respondeu, categoricamente, “Hoje é dia de rock, Bebê!“. Desde então, a frase virou hit nas redes sociais e figurou até nos “tópicos do momento” no Twitter durante o evento.

Outro meme inspirado pelo festival Rock In Rio foi o “Roque em Rio“. Alguns internautas aproveitaram a semana do evento para fazer montagens envolvendo o Roque, assistente de produção do programa Silvio Santos, ou imagens satíricas que brincavam com o lema do evento como: “Eu vou… ficar em casa“.

Um hacker vazou fotos íntimas da atriz americana Scarlett Johansson. Na imagem mais divulgada, a atriz aparece de costas, nua, tirando foto com seu próprio celular. O assunto causou muita polêmica e inspirou várias montagens de internautas como essa do Chewbacca, do “Star Wars“. O nome do fenômeno das montagens sobre o assunto passou a ser chamado na internet de “Johanssoning“.

Ao buscar Luisa Marilac no Google, os primeiros resultados dizem respeito a uma santa que viveu no século XV. Porém, a Luisa Marilac que se destacou em 2011 foi o travesti brasileiro, de mesmo nome, que postou um vídeo em que aparece na piscina de uma casa espanhola. O vídeo, que já tem mais de 2 milhões de views no YouTube, conta com várias pérolas de Luisa que acabaram viralizando e virando bordão na internet. Os mais usados são “tomando meus bons drink (sic)” e a sentença do fim do vídeo: “E teve boatos que eu estava numa pior. Se isso é estar numa pior, p…, o que quer dizer estar bem?“.

A internet já tem uma linguagem peculiar e neste ano um tipo bem errado de falar ficou famoso. Em vez de ‘Todos choram”, vários internautas passaram a usar “Todos chora” nas redes sociais. Segundo o YouPix, site de cultura digital, o jeito errado de escrever vem do tiopês, uma língua que, basicamente, consiste em escrever tudo errado. A primeira aparição do idioma tipoês foi em comunidades do Orkut em 2004.

Com a popularização do “Todos chora“, os internautas passaram a fazer modificações. Hoje em dia é comum ver em redes sociais expresões como “Todos vai“, “Todos curte” e por aí vai…

O vídeo dos gêmeos e a formiguinha foi um fenômeno na internet em 2011. Um dos gêmeos aparece aos prantos, porque seu irmão “matou” a sua “Fumiguinha“. Ao ser interrogado sobre o ocorrido, o irmão sentenciou um dos maiores bordões do ano: “Mati!”. O vídeo original (abaixo), teve mais de 25 milhões de acessos no Youtube.


Deixe o seu comentário:

Pitacos

Deixe uma resposta